NYTimes abre API para pesquisa

nytimesapi

Esta semana, o Blog do The New York Times anunciou a abertura da API para busca de informações em todo o site.  Isto torna possível para explorar a primeira ocorrência do termo “dados visualização”, ou identificar artigos que apareceram  na página frontal e mencionado “blog”. O New York Times tem agora várias APIs disponíveis, incluindo (pesquisáveis) artigos, melhores vendedores (livros), comunidade (comentários), congresso ( dados de votação), filme opiniões e dicionários (haverá um infografico através da palavra  “media interativos ” que também será contemplado no sistema de busca.

A base de dados do jornal contém mais de 2/8 milhões artigos desde 1981 até hoje. Cada artigo compreende aproximadamente 35 campos de metadados (dados sobre dados) pesquisáveis, a  partir do título e assinatura para imagem miniatura e região geográfica.

Segundo o Blog, o internauta poderá:

* Localizar as receitas que têm uma imagem associada;
* Localizar a primeira ocorrência de “internet”
* Veja exemplos da expressão “perda de emprego”, por mês, para 2008
* Procurar a expressão “bolsa” em todos os artigos que estão marcados como uma revisão na seção Livros
* Localizar artigos que mencionam “Iraque” no título e têm relacionado multimídia
* Identificar artigos que apareceram na primeira página e referiu a palavra digitada/buscada.

Além disso, a API atualmente suporta os seguintes tipos de consulta:

* Período: todos os artigos de X para Y data data
* Campo pesquisa: pesquisa em qualquer determinado número de domínios, por exemplo, título: obama assinatura, por exemplo;
* Conjunto e disjunção (AND e NOT) operações, por exemplo, yankees baseball – “Red Sox”
* Encomendas por mais próximo (variável ranking algoritmos), mais recente e mais antigo
* Pesquisar facetada – (nota: esta é realmente a diversão “usuário avançado” característica.

Anúncios

Books about visualizations

Tenho pesquisado sobre livros que tratem especificamente da visualização da informação, tratamento infográfico e  que de algum modo, relacione o design da informação com a tecnologia. Então, aqui vai alguns livros sobre a temática que venho estudando:

-Data Flow: Visualizing Information Graphic Design, Klanten et al. Analisa a evolução do fluxo de dados, introduz o alcance expansivo da inovadora concebida diagramas e apresenta um leque de possibilidades na abundante visualização de dados e informações. É uma bela coleção de alguns dos melhores exemplos da arte. Há um vídeo de apresentação do livro.

data-flow

 

 

data-flow2

Information Visualization: Beyond the Horizont, de Chaomei Chen, presta atenção especial aos avanços ao longo dos últimos 5 anos, e potencialmente frutíferos rumos à visualização da informação. É particularmente preparado para atender as necessidades dos profissionais. O livro é uma fonte valiosa para pesquisadores e estudantes. A nova edição é transmitida por Ben Shneiderman, da Universidade de Maryland.

 

dataflow3

Visual Thinking: for Design (Morgan Kaufmann Series in Interactive Technologies), de Colin Ware. Este livro traz o que sabemos hoje sobre percepção, cognição, e transformados em conselhos concretos que os projetistas e profissionais podem colocar na prática.

Eis alguns propósitos do livro: 

. Apresenta o pensamento visual como um processo complexo que pode ser suportado em todas as fases de concepção específica utilizando técnicas.
. Inclui centenas de exemplos, muitos em forma de texto integrado e full-color diagramas.
. Fundada nos princípios da “visão ativa”, que vê desenhos gráficos como ferramentas cognitivas.

 

visual-thinkingInformation Visualization in Data Mining and Knowledge Discovery (The Morgan Kaufmann Series in Data Management Systems), de  Usama Fayyad, Georges Grinstein, Andreas Wierse-   Segundo os autores, é o primeiro livro a explorar o terreno fértil de unir dados e visualização de imagens, reunindo princípios em um novo conjunto de conhecimentos das  técnicas descobertas. Levando pesquisadores a partir dos campos de mineração de dados, visualização de dados, estatísticas e apresenta conclusões organizado em torno de temas introduzidos nos últimos dois workshops.  internacionais descoberta conhecimento e mineração de dados.  Este livro  introduz  os conceitos e componentes de visualização, os atuais esforços para incluir detalhes e visualização de dados na interação do usuário, e explorar o potencial para uma maior síntese de dados visualização de dados de imagem algoritmas e técnicas . info_datamining1

  –Information Visualization: Design for Interaction,de Robert Spence- Em sua segunda edição, Spence oferece aos leitores um livro didático sobre o crescimento rápido da área da visualização da informação. Sua ênfase é sobre exemplos do mundo real e aplicações de gerada por computador e visualização interativa. Este livro lida com conceitos e dados que representam de forma significativa. Dependendo do meio utilizado, as informações podem ser visualizadas em qualquer forma: estáticos (por exemplo, um gráfico em uma página impressa) ou formas dinâmicas. Este livro é adequado para cursos em visualização informação, interacção homem-computador, interação design e computação gráfica.

 

 design_info_book

 

 

 

 

 

 

 

  

Mais algum? 

 

O melhor da produção multimídia

info_1-geracao

Em recente visita ao Brasil para uma conferência sobre “As Novas linguagens jornalísticas na internet: generos & formatos multimídia” à empresas jornalísticas, o professor da Universidade de Navarra (Espanha), Ramón Salaverría, elencou o que há de melhor em tais produções multimídia atuais e sua evolução frente ao dinamismo das tecnologias digitais.

O resultado é um pacote com muitos infográficos, inclusive produzidos em bases de dados, de 1º geração, lineares, video-reportagens, multimidia imersivo, vídeo interativo, entre outros.

Íntegra.

O estado da arte da Infografia interativa

Apresentei meu paper no 6º Encontro de Pesquisadores em Jornalismo, ocorrido em meados deste mês, em São Paulo-SP. Em “Infografia em base de dados no jornalismo digital“, busco entender  a relação entre infografia e bases de dados que agora emerge nas produções infográficas atuais, diferentemente do que vem sendo feitas, fundamentadas em animações e imagens 3D. 

info_drica

Este é o estado da arte dos infográficos, na qual é o ponto de partida da minha pesquisa de dissertação, onde coloca a discussão num patamar diferenciado. A visualização da informação é cada vez mais evidente e nítido constituindo-se, contudo, em uma nova etapa de elaboração, produção e apresentação do conteúdo noticioso. Desta forma, sendo pulverizado principalmente pelo The New York Times, percebe que esta “tendência” vem sendo utilizada também em outros jornais, como no caso do Público, (já noticiado neste blog), bem como El pais e El Mundo, e que também apresentei em São Paulo.