links infográficos e sobre visualização da informação

Alguns links/posts para colocar no blogroll:

Data Visualization and Infographics- artigo bastante pertinente sobre a visualização da informação, infográficos com ótimos projetos.

Data Visualization: Modern aproaches- ótimos exemplos da visualização da informação.

Information Aesthetics-Totalmente voltado para a visualização da informação, é uma leitura obrigatória para ficar por dentro da estética informacional.

para-blog_drica

Flowing Data- Também voltado para a visualização da informação, traz excelentes posts sobre a temática, bem como um ranking das mais lidas. Imperdível.

 Los datos son notícia-  Eva Dominguez, jornalista e consultra da nova mídia, traz neste post a relevância de utilizar, manusear e apresentar os dados nas notícias/reportagens e de como conviver com as bases de dados.

Data Mining e Simple Complexity-  outros blogs totalmente voltado para a visualização da informação.

Integração da Informação

 

 

 

nuvem-de-tag

 

O Wordle.net é uma ferramenta que cria as chamadas “nuvens de tags” ou “nuvem de palavras” como vem sendo denominadas estas formas de criação e organização visual. Você escreve as palavras que deseja visualizar na nuvem, espera um pouco, e já está pronto. A ferramenta possibilita localizar as palavras mais na vertical, na horizontal, mudar de cor, fontes e se quiser, pode compartilhar com outras pessoas, deixando no site. Estas nuvens permitem destacar/enfatizar as palavras que aparecem com maior frequência num texto, e ao meu ver, é uma oportunidade para a inovação. Hoje, ferramentas de visualização da informação tornam-se imprescindíveis para a qualidade e a estética da informação.  

O estado da arte da Infografia interativa

Apresentei meu paper no 6º Encontro de Pesquisadores em Jornalismo, ocorrido em meados deste mês, em São Paulo-SP. Em “Infografia em base de dados no jornalismo digital“, busco entender  a relação entre infografia e bases de dados que agora emerge nas produções infográficas atuais, diferentemente do que vem sendo feitas, fundamentadas em animações e imagens 3D. 

info_drica

Este é o estado da arte dos infográficos, na qual é o ponto de partida da minha pesquisa de dissertação, onde coloca a discussão num patamar diferenciado. A visualização da informação é cada vez mais evidente e nítido constituindo-se, contudo, em uma nova etapa de elaboração, produção e apresentação do conteúdo noticioso. Desta forma, sendo pulverizado principalmente pelo The New York Times, percebe que esta “tendência” vem sendo utilizada também em outros jornais, como no caso do Público, (já noticiado neste blog), bem como El pais e El Mundo, e que também apresentei em São Paulo.

 

Histórias da infografia

 

la-infografia

Navegando pelo ciberespaço, achei este power point da professora da Universidade do Panamá, Juliana Villamonte Alsola, que trouxe os conceitos, características, antecedentes, tipos de gráficos, partes de composição do infográfico, entre outras questões. A professora faz um breve histórico da infografia, e é sempre proveitoso aprender mesmo quando já conhecemos o assunto, porque há sempre informações novas que as vezes não percebemos ou não julgamos importante naquele momento.

info

Uma outra questão que quero mostrar aqui no blog, é uma entrevista feita por Javier Errea, presidente da SND-E que entrevista Jaime Serra, que por muito tempo foi infografista do El Clarín, e que está de volta à Barcelona. A entrevista é de 2000 e está publicada no livro “O melhor da Infografia”, na 9º edição do Malofiej.

by Adriana Rodrigues

Sociedade Infográfica

 

soceidade-infografica1

É o objetivo de Mario Cameira, infografista do jornal on line Publico, de Portugal. A idéia é estabelecer a 1º Sociedade de infografistas portugueses ou, como o próprio autor diz “ou talvez até, dos Infografistas em língua portuguesa”. 

Ainda nas palavras de Cameira:

Uma associação deste tipo deve promover a disciplina infográfica, criar regras e preços tabelados para profissionais freelance e/ou inseridos em empresas, ajudar a formar os novos e os já experientes infografistas através de workshops e encontros/conferências. Sugiro que se inscrevam no blog (que já é visível a todos) e que a partir de aí, possamos ir criando as raízes desta associação. Há MUITA coisa a discutir e a fazer”.

Então, o espaço está aberto para as discussões sobre infografia em geral. Quem quiser se increver, basta enviar um email para o Cameira mariocameira@gmail.com para que ele possa autorizar a participação. Infografistas, inscrevam-se!

by Adriana Rodrigues

Caminhos para a visualização dos dados

Bem, depois da maratona de eventos na qual participei em São Paulo, entre debates, reflexões e amadurecimentos intelectuais, pude conhecer o trabalho e a pessoa de Daniel Melo Ribeiro, mestrando em Tecnologias da Inteligência e Design Digital na PUC-SP. O paper Arquiteturas líquidas do Ciberespaço,   parte do seguinte questionamento: Como a arquitetura da informação e o design da interação podem se valer de conceitos líquidos para projetar suas estruturas?

 

daniel-melo

Um dos caminhos que ele aponta para a arquitetura líquida- e me interessa mais detidamente- é Novos mapeamentos para a visaulização de dados, onde afirma que “a visualização de dados abre, para os designers, um território rico de investigação, a partir de uma massa de dados disponível que não cessa de se renovar (a Internet) e um amplo conjunto de técnicas de mapeamento, capazes de gerar representações visuais ao mesmo tempo belas e esclarecedoras”.

daniel-melo2

A apresentação do paper dele, embora não foi possível visualizar o power point por falha técnica (o datashow não funcionou no dia), pode ser vista no blog do Daniel, que aborda as questões de sua dissertação.

by Adriana Rodrigues

Software takes command

 

manovich1

Lev Manovich acaba de disponibilizar em pdf, seu mais novo livro:  Software takes command, sob a licença do Creative Commons. O que chama atenção, no entanto, não é mais a disponibilização dos conteúdos na rede- algo que já é bastane comum -mas a possibilidade do leitor de enviar correções, notas e sugestões para o email do próprio Manovich, que ainda trabalha em um outro livro Info-aesthetics, ainda sem previsão paea o lançamento. Então, boa leitura!

 By Adriana Rodrigues